3877
0
COMPARTILHAR
Inicio Do Porto João Machado,...

João Machado, escultor e designer gráfico

João Machado, escultor e designer gráfico

0
3877

JOÃO Machado nasceu em Coimbra no ano de 1942, tendo-se fixado no Porto para cursar Escultura na Escola Superior de Belas Artes do Porto. Concluiu a licenciatura em 1968 e desde logo percebeu as grandes potencialidades das Artes Gráficas. Dois anos mais tarde montou um atelier, no qual passou a desenvolver trabalhos nessa área então tão inovadora.

Como ele próprio costuma dizer, a “Escultura foi o início, e o Design Gráfico um destino”.

Entre 1976 e 1983 leccionou na ESBAP, no recém-criado curso de Design Gráfico, e antes dessa data associou-se ao Projecto da Tele-escola, durante o qual começou a ilustrar livros infantis, o que lhe permitiu experimentar e explorar técnicas como o pastel seco, a aerografia e o desenho com a tesoura por influência do cartaz polaco dos anos 60 e 70, de grandes mestres como o pintor e professor Henryk Tomaszewski (1914-2005).

Depois desta experiência no ensino dedicou-se por inteiro à sua vocação.

Desde os anos 70 forjou um estilo pessoal vincado e inconfundível, caracterizado por composições expressivas de cores vivas, conjugando formas geométricas e abstractas, que ainda hoje parte do processo de concepção de outros tempos, apesar dos esboços serem agora feitos no computador e de a versão final a imprimir ser radicalmente diferente.

Este ilustrador e designer, editorial e corporativo, granjeou uma enorme reputação essencialmente pela criação de centenas de cartazes destinados a eventos culturais e artísticos e a instituições variadas, tendo mantido ao longo dos anos relações duradouras com alguns dos seus clientes. Durante cerca de 30 anos produziu os cartazes do Cinanima (Festival de Animação de Espinho) e, nos anos 80 e 90, concebeu e produziu os cartazes das feiras da Exponor e de empresas industriais do norte do país. Foi igualmente responsável pelos cartazes da Cimeira do Rio de 1992, da Expo`98, em Lisboa, das Comemorações do Dia da Água, etc.

Apesar de o cartaz ser o trabalho que lhe dá mais prazer, do seu atelier saem obras de outros géneros como livros, embalagens para a Ach Brito, selos dos CTT, ilustrações de catálogos e livros, bem como conhecidos logótipos (de instituições como o Instituto Português de Museus, a Casa-Museu da Juventude de Almada, o Restaurante Bull & Bear, o Museu do Douro e os Transportes Intermodais do Porto), igualmente reveladores do seu estilo característico.

Obras suas integram museus espalhados pelo mundo, estão publicadas em prestigiados livros e revistas e têm sido apresentadas em exposições (colectivas e individuais), em Portugal e no estrangeiro. João Machado pode orgulhar-se de ser o único português a expor na DDD Gallery de Osaka, espaço que, juntamente com a GGG Gallery de Tóquio, constitui uma das maiores referências mundiais do Design Gráfico.

Durante a sua carreira, João Machado recebeu vários prémios e distinções, entre os quais se podem destacar a entrada como membro representante da International Creators Organization, JCA-ICO, Tóquio, Japão, em 1987, e a atribuição do Prémio de Excelência da Icograda (Conselho Internacional das Associações de Design Gráfico), conferido em 1999 pela maior entidade mundial de Design Gráfico.

O mais famoso designer gráfico português, que respeitosamente é tratado como “Escultor João Machado”, vive e trabalha na Foz Velha, no Porto.
(Universidade Digital / Gestão de Informação, 2010)

Publicado in http://noticias.up.pt/

Partilha

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here