399
0
COMPARTILHAR

Manhã

Manhã

0
399

1.

A manhã é uma concha de água azul

Onde o sol mergulha e flutua.

 

Por Luís Veiga Leitão, in A bicicleta e outros poemas, Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Porto, página 38.

 

2.

uma harpa de orvalho

anuncia a manhã.

 

Por Francisco Duarte Mangas, in A fome apátrida das aves, Modo de ler, página 168.

 

3.

Manhã de não sei quando, manhã que não existe e vou desenterrá-la tal qual, azul e névoa, névoa e mar…

 

Por Raul Brandão, in Os Pescadores, Estante Editora, 2.ª edição, agosto de 2010, página 31.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPoeta
Próximo artigoCriação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here