COMPARTILHAR

Limão

Limão

0
581

2.
A chuva limpa os limoeiros da negrura parasita, colada no reverso das folhas: o vento fustiga, sepulta os limões doentes: amadureceram cegos a mãos que os colhessem.

Francisco Duarte Mangas in A morte do Dali, Editorial Teorema, janeiro de 2001, pág. 111

1.
Tem irmã, bem mais divertida. Ele é um cavalheiro amargo.

Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here