COMPARTILHAR
Inicio Dicioporto Corvos marinh...

Corvos marinhos

Corvos marinhos

0
682

1.
Alinhados na sapata da ponte
são às dezenas os corvos marinhos

Aguardam por um sinal
que os faça regressar a casa

Não vale a pena olhar em redor
ou consultar o relógio

porque esse sinal
só eles o sabem decifrar

2.
Neste rio
ninguém os prende
com um fio

3.
Após o mergulho
escorre-lhes o rio
por entre as penas

4.
De asas abertas
rendem-se
ao afago do sol

5.
Alinhados na sapata da ponte
aguardam
o próximo voo

6.
Os peixes
que engolem no rio
vão todos para o céu

7.
Esticam o pescoço
para serem os primeiros
a cruzar a linha do horizonte

8.
Entre um bando de pombos
um corvo marinho imperturbável
a atravessá-lo

PML

Essas aparições perenes
das águas tranquilas – as suas sombras
como velas desbotadas dos barcos ancorados

por John Kinsella in On wings of song, poems about birds, seleção de J. D. McClatchy, Everyman’s Library, Pocket Poets, Alfred A, Knopf – New York – Toronto, página 80

Partilha

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here