COMPARTILHAR
Inicio Dicioporto Cerejeira

Cerejeira

Cerejeira

0
196

Acordar, ser manhã de abril
a brancura desta cerejeira;
arder das folhas à raiz,
dar versos ou florir desta maneira.

Abrir os braços, acolher nos ramos
o vento, a luz, ou o que quer que seja;
sentir o tempo, fibra a fibra,
a tecer o coração de uma cereja.

Eugénio de Andrade in As mãos e os frutos, Quasi e Fundação Eugénio de Andrade, 2.ª edição, maio 2008, página 47

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here