133
0
COMPARTILHAR

M’Bemba – Chama-lhe bruxo!

M’Bemba – Chama-lhe bruxo!

0
133

O melhor cientista que actua em Portugal ena Europa em ciências ocultas. Com supermagias negras e brancas, trata em poucos dias com eficácia qualquer que seja o seu problema. Ex: Amor, prende a você quem desejar e as fugitivas dos seus pares e lares voltam em poucos dias para junto da família. Amarre a si o seu marido ou amante, dominar e ter a seus pés quem desejar, acabam-se os problemas. Também afasta as pessoas indesejáveis. Trata ainda com sucesso de saúde, negócio, exames, jogos, doenças espirituais, impotência sexual, vícios de álcool, droga, casas assombradas, maus olhados, mal de inveja. Lê a sorte e dá previsão do futuro, pelo bom espírito e bom talismã do futuro que possui. Faz trabalho à distância e com máxima garantia. Não sofra mais, consulte já este grande cientista, pessoalmente, por carta ou por telefone.

NOTA DO EDITOR: Temos verificado a existência de muitos anúncios em pequenos retângulos de papel, alusivos a serviços de videntes. São deixados no vidro dos carros ou entregues em mão (mais na cidade de Lisboa). É fascinante o poder da palavra de tais anúncios e ainda mais dos próprios videntes, isto segundo rezam alguns testemunhos publicitados nos jornais e televisões. É uma literatura muito apelativa, com grande eficácia (presume-se) e que merece ser divulgada para eventuais estudos sociológicos ou, quem sabe, linguísticos.

Em termos jurídicos, a prestação de tais serviços é feita com dolus bonus, isto é, com algum ou muito exagero, mas tolerado pelo comum dos cidadãos, não merecendo da parte do Direito a tutela jurídica (cfr: artigo 253.º, n.º 2 do Código Civil).

“Vidente de Fátima” absolvido do crime de burla: “O que tinha combinado era acompanhamento humano, nunca prometo milagres. Aqui não há milagres, não existem milagres”.

É caso para subscrever o aforismo de José SesinandoÉ vidente: mente, evidentemente.

Alguns dos anúncios já serviram para o Homo Onomatopaico se expressar. Se os leitores encontrarem mais anúncios podem digitalizar e enviar para geral.correiodoporto@gmail.com

COMPARTILHAR
Artigo anteriorLugares-comuns (112)
Próximo artigoT

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here