Eurico de Melo (1925-2012)

/ 792 leituras
EURICO de Melo, ex-vice-primeiro-ministro pelo PSD, morreu, ...

In memoriam 2016

/ 736 leituras
NO ANO 2016 deixaram-nos, entre outros: Jaime Azinheira; Aur...

Américo Amorim (1934-2017)

/ 722 leituras
AMÉRICO Amorim, o homem mais rico de Portugal, morreu nesta ...

Luís de Magalhães (1980-2013)

/ 717 leituras
LUÍS de Magalhães, provedor do Cidadão com Deficiência do Mu...

Alberto Luís (1921-2017)

/ 695 leituras
ALBERTO Luís e Agustina Bessa-Luís estavam casados há 72 ano...

João Porto (1941-2014)

/ 687 leituras
JOÃO Lopes Porto, fundador do CDS, ministro da Habitação e O...

Mário David Campos (1967-2017)

/ 652 leituras
VAI-SE indo, camarada. Pensei que não via maior desgraça do ...

In memoriam 2017

/ 647 leituras
NO ANO 2017 deixaram-nos, entre outros: Jacinto Durães; Guil...

Eduardo Ferreira (1997-2017)

/ 632 leituras
O PONTA de lança do Boavista Edu Ferreira morreu, este domin...

Fernando Guedes (1930-2018)

/ 613 leituras
SE havia um momento nas rotinas de Fernando Guedes que...

Albano Martins (1930-2018)

/ 593 leituras
O POETA e tradutor Albano Martins, autor de uma exte...

António Alves Vieira (1987-2018)

/ 593 leituras
ATOR de profissão, António era ativista LGBTI, impulsionador...

Nuno Silva (1977-2018)

/ 581 leituras
MORREU, na madrugada desta terça-feira, o nosso camarada...

Francisco Barata Fernandes (1950-2018)

/ 561 leituras
O ARQUITETO Francisco Barata Fernandes, responsável pela rea...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Bragança Fernandes (1948)

O seu (José Vieira de Carvalho) maior orgulho era a Maia. A Maia que ele sonhou, que ele conquistou, e que irrompeu das suas fronteiras em direcção ao cume dos Municípios. Viveu pela Maia e pela Maia morreu. 

Rua da Estrada de Arbo

Texto e foto de Álvaro Domingues

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 748 leituras
Chegaremos aos quatrocentos?