A Morte

/ 565 leituras
Passa por nós como um sendeiro O acaso de todos nós Avança...

Fado fadinho

/ 573 leituras
Canto um fado padrinho, canto um fado Fadinho. Canto um fa...

O pé de feijão

/ 447 leituras
O João subiu o pé de feijão. Levou um pontapé e caiu no chã...

A melhor mãe no mundo inteiro

/ 499 leituras
Hoje, meu filho de 8 anos de idade, me abraçou e disse: "Vo...

Olá, meu querido!

/ 601 leituras
Descobri coisas importantes nesta viagem, vivenciei muitas ...

Dolce storia

/ 620 leituras
É una dolce storia, nata in un momento, il cui profumo si s...

A cobra

/ 455 leituras
O João o Manuel e o Henrique foram visitar o Zoo, tocaram ...

“La guerrera” por Mónica Vergara

/ 677 leituras
6 de octubre. La chata entra a la lucha de vivir. Sale, est...

O macaco

/ 552 leituras
A Denise e o César foram ao Jardim Zoológico: queriam ir v...

Troya

/ 686 leituras
Enquanto guerras e horrores são cantigas de perversos, meu...

UMM… UMM…

/ 722 leituras
Miríades de luzes ofuscam o céu negro. Sons de foguetes ras...

O telemóvel

/ 466 leituras
Estava a jogar, o telemóvel caiu no chão: não foi sozinho....

Anjo azul

/ 571 leituras
Era diferente. A multidão o afligia, a inabilidade de filtr...

(R)existir

/ 877 leituras
Formiga trabalha, mas não tem utopia: bicho pensante sonha!...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Jorge Nuno Pinto da Costa (1937)

PARA o FC Porto, terminar imediatamente o campeonato até podia ser positivo, tanto ao nível desportivo como financeiro.

Rua da Estrada da Paragem

Texto e foto de Álvaro Domingues

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 836 leituras
As árvores de Natal já nascem iluminadas?