Um dia inesquecível com o Mestre Júlio Resende!!

/ 671 leituras
CONHECI hoje, dia 3 de Novembro de 2010, pessoalmente o Mestre Júlio Resende na sua Fundação, Lugar do Desenho - Valbom Gondomar. Dirigi-me à Fundação juntamente com colegas de aula, para tr...

Jorge Lima Barreto: o que lhe apeteceu e como lhe apeteceu

/ 1721 leituras
FOI com a frieza do manifesto do Unabomber que nos chegou a notícia da morte de Jorge Lima Barreto. A jazz.pt sempre acompanhou com particular dedicação o seu singular trabalho. Ago...

Manoel de Oliveira: 102 anos

/ 965 leituras
AOS 102 anos, o cineasta português não para de produzir. Está envolvido na produção de três filmes, um deles reunindo três contos de Machado de Assis São 52 filmes em 80 anos, o primeiro rod...

Miguel Veiga, 75 anos

/ 1301 leituras
INTEGRA o grupo dos fundadores do PSD, mas a política partidária activa nunca o terá verdadeiramente fascinado. Gosta de livros, de coleccionar obras de arte, e, acima de tudo, da "liberdade...

Diogo prestes a ter mão

/ 767 leituras
DIOGO, o menino de dois anos natural de Caminha que nasceu sem a mão direita, está prestes a receber a primeira prótese. A criança repetiu ontem os testes de encaixe da prótese estética. O o...

Vítor Pereira: há 20 anos a inspirar-se no Barça

/ 1098 leituras
EM 1993, quando tinha apenas 24 anos e terminava a licenciatura, Vítor Pereira, actual treinador do F.C. Porto fez uma tese sobre o futebol do Barça. Saiba como o técnico se apoiou nos c...

Júlio Leal produz peças para o Mundo

/ 721 leituras
O LIVRO "Artes da Casa", editado pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional, a propósito da Feira Internacional de Artesanato, dedica duas páginas a um artista de Paços de Ferreira, J...

S. Bento: World’s Most Beautiful Train Stations

/ 1177 leituras
A ESTAÇÃO de São Bento, no Porto, foi considerada pela revista Travel + Leisure uma das mais belas do mundo. De acordo com a revista, «embora o exterior seja certamente bonito – lembra a arq...

António Pedro, encenador e poeta partiu há 45 anos

/ 3546 leituras
ANTÓNIO Pedro morreu há 45 anos. Foi muito mais do que um homem de teatro, cujo nome está indelevelmente ligado ao TEP-Teatro Experimental do Porto, uma das instituições culturais portuenses...

António Rebordão Navarro: “A Praça de Liège”.

/ 1074 leituras
ONTEM tive a sorte de almoçar com o escritor António Rebordão Navarro. Eu e mais três amigos. Falámos sobretudo de banalidades risíveis, como convém à mesa, mas era fatal chegarmos aos livro...

Antero Braga (Livraria Lello)

/ 1471 leituras
IPORTO Iniciou-se no “mundo dos livros” há mais de 42 anos. Foi um acaso ou era já vocação? Antero Braga Vim aqui parar por acidente e não por vocação. Sou natural da freguesia do Bonfi...

Sofia Cruz, 36 anos

/ 785 leituras
“Auferir mais do que 1.190 euros é uma exceção nos centros comerciais. Ainda assim os shoppings são encarados pelos trabalhadores como um porto seguro.” Estas são as conclusões de um estudo...

João Pedro Pêgo, 33 anos

/ 1139 leituras
É O coordenador geral do "De Par em Par na U.Porto", um projecto que envolveu 60 docentes, de 10 unidades orgânicas da U.Porto, e que, "para além de permitir ser observado por colegas docent...

Mariana Monteiro, 39 anos

/ 2359 leituras
É PROVÁVEL que o seu nome ainda faça correr muita tinta. Gostaria de viajar por todos os sítios por onde ainda não viajou, gosta dos Contos de Amor de Hermann Hess e de sardinhas assadas com...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Eduardo Vítor Rodrigues (1971)

NÃO vamos licenciar novas construções. Vamos legalizar casas e empresas com histórico. São empresas consolidadas no território e também é uma forma de evitar que, por falta de uma licença, possam decidir abandonar Gaia e estabelecer-se em concelhos vizinhos, retirando de cá postos de trabalho.

Rua da Estrada do Futuro

ADIVINHAR o futuro ainda é para muitos uma espécie de bruxedo do antigamente. Consultava-se o mediador comunicante com o insondável para que ele nos antecipasse os nossos medos e esperanças; jogavam-se os dados e as cartas, observava-se o voo das aves, ouvia-se a voz da vidente, do oráculo, da sacerdotisa ou do feiticeiro em busca de interpretações, de enigmas premonitórios que sugeriam isto ou aquilo. O futuro é um tempo problemático. Cronos, o deus grego, tanto era entendido como uma divindade do tempo cíclico das colheitas – por isso era representado com uma gadanha que depois passou a s...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 509 leituras
Bater no ceguinho dá cadeia?