Morte

/ 614 leituras
1. A morte é como a névoa: O mesmo tecido cobre as oliveiras e as espadas. Por Luís Veiga Leitão, in A bicicleta e outros poemas, Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Por...

Mulher(es)

/ 567 leituras
Mulher é um verbo em movimento, ativo e rudemente laborioso. Por Francisco Duarte Mangas in Jacarandá, Teodolito, 2015, página 201

Magnólia

/ 565 leituras
1. (a nossa magnólia enche o Inverno de alegria branca) Por Francisco Duarte Mangas, in O gato Karl, Editorial Caminho, Novembro 2005. 2. a magnólia no verão oferece a sombra no inv...

Mão(s)

/ 509 leituras
Que instrumento toca E não se ouve? A mão Por Nuno Rocha Morais in Galeria, Edições Simplesmente, abril 2016, página 54. 4. fechadas são pálpebras imensas carregadas de sono. Por...

Meio-dia

/ 496 leituras
A manhã,            cansada, ajoelha-se           aos pés da tarde.   Por César Augusto Romão, in Tanto ar, Propagare, 2009, página 30.

Mediterrâneo

/ 495 leituras
…À sombra doutras tardes eu falava-lhe das abelhas e dos cardos rente à terra.   Por Eugénio de Andrade, Antologia breve, Editora Limiar, página 72.

Melro

/ 493 leituras
Monge solitário. Na primavera desafia as chuvas escondido na brancura das cerejeiras. Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembro ...

Mar

/ 466 leituras
1. Ninguém é tão avesso a margens como o mar Por Jorge Sousa Braga, in O novíssimo testamento e outros poemas, Assírio & Alvim, página 23. 2. Paisagem movediça onde o olhar...

Mil-folhas

/ 448 leituras
O mais doce dos dicionários.   Por João Pedro Mésseder, in Elucidário de Youkali seguido de Ordem Alfabética, Editorial Caminho, janeiro de 2006, página 45.

Montanha(s)

/ 447 leituras
As montanhas apaixonam-se com frequência. Vestem-se de branco. De verde ou azul. Por vezes abrem as pálpebras. E a lava da sua paixão corre-lhe pelas faldas. Por Jorge Sousa Braga, in O p...

Marear

/ 441 leituras
Arear as ondas em dias de sol.   Por João Pedro Mésseder, in Elucidário de Youkali seguido de Ordem Alfabética, Editorial Caminho, janeiro de 2006, página 42.

Marinar

/ 435 leituras
Pousar a cabeça demoradamente no colo de qualquer rapariga de nome Marina.   Por João Pedro Mésseder, in Elucidário de Youkali seguido de Ordem Alfabética, Editorial C...

Mariposa

/ 421 leituras
Farrapo de brisa por vezes policromo.   Por João Pedro Mésseder, in Elucidário de Youkali seguido de Ordem Alfabética, Editorial Caminho, janeiro de 2006, página 43.

Meia noite

/ 420 leituras
A noite,                intranquila, adormece            agarrando a outra metade.   Por César Augusto Romão, in Tanto ar, Propagare, 2009, página 31.

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Rui Moreira (1956)

Há um projecto de lei que diz querer introduzir alterações cirúrgicas à lei orgânica de 14 de Agosto. Sabe o que é a cirurgia? É impedir que o nosso movimento se candidate como se candidatou nas últimas eleições. Diga ao dr. Rui Rio que ganharemos as eleições ao PSD com o nome linha azul e verde.

Rua da Estrada da Surpresa

Agora que esta vidraria aqui se instalou ainda nova e por estrear, é que a vivenda é mesmo surpresa.

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 390 leituras
Onde foi o pintainho buscar o engenho de picar o ovo?