Lúcia-lima

/ 369 leituras
2. A lúcia-lima acalma, alumia o espírito. Por Francisco Duarte Mangas in Jacarandá, Teodolito, 2015, página 137 1. Casal pacífico; ninguém até hoje lhe conhece o mais pequeno dese...

L

/ 118 leituras
O L assentava em si mesmo como uma luva. Tinha assento em todas as reuniões de letra grande e, se minusculava, logo estreitava laços com quem o precedia ou seguia. Campeão da flexibilidade, ...

Liberdade

/ 311 leituras
(Palavra de arestas tão gastas) Por Nuno Rocha Morais in Galeria, Edições Simplesmente, abril 2016, página 54. 1. águas aprisionadas tempos contados e matemáticas reduções Por Jo...

Lua cheia

/ 367 leituras
1. A Lua,               encantada, dá à luz               a noite. Por César Augusto Romão, in Tanto ar, Propagare, 2009, página 27. 2. Lua cheia: com esta moeda de oiro posso...

Lisboa

/ 409 leituras
1. …esta névoa onde começa a luz de Lisboa, rosa e limão sobre o Tejo, esta luz de água, … Por Eugénio de Andrade, Antologia breve, Editora Limiar, página 72. 2. O que sei da pa...

Luz

/ 410 leituras
1. e uma luz de neve quebrada de vidraça em vidraça. Por Eugénio de Andrade,  in Ao Porto, Colectânea de Poesia sobre o Porto, organização de Adosinda Providência Torgal e Madalena Tor...

Livro (s)

/ 445 leituras
Os livros são uma espécie de herbário de palavras. Por Francisco Duarte Mangas in Jacarandá, Teodolito, 2015, página 216

Lagartixa

/ 296 leituras
Sacerdotisa da seita de sangue frio. Adora o sol.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembro de 2009, página 35.

Leão

/ 285 leituras
Só leão de juba atinge o estatuto de jubilado.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembro de 2009, página 35.

Lesma

/ 262 leituras
Caracol sem abrigo.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembro de 2009, página 36.

Lince

/ 249 leituras
1. Quando penso em ti só me lembro dos teus olhos.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembro de 2009, página 36. ...

Lobisomem

/ 306 leituras
Lobo: acaba de comer o h a este omem.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembro de 2009, página 37.

Louva-a-deus

/ 270 leituras
Tímido insecto este devoto da Natureza.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembro de 2009, página 38.

Lágrima

/ 283 leituras
1. Breve é o mar na vida da lágrima que na terra tomba.   Por César Augusto Romão, in Tanto ar, Propagare, 2009, página 42.   2. No rosto, aparente...

Tabuleta Digital

Sete Perguntas

Vai no Batalha

Rui Moreira (1956)

NÃO preciso de citar ninguém para dizer que esse comentário [de eleitoralismo] ilustra bem a visão populista de quem esteve distraído por ocasião da conferência de imprensa que demos em Gaia ou por ocasião da cimeira de Sintra.

Rua da Estrada do cada um por si

O PRINCÍPIO ideológico que regula a selva global do capitalismo está a reduzir a fanicos o pouco do solidário que a sociedade tinha: cada um por si, portanto. Não há contos de crianças. Há folhas de cálculo, discursos cinzentos em economês, correctíssimos, e conversas blindadas sobre o efeito da subida de uma taxa nos santos espíritos das hormonas da outra, sobre a sustentabilidade seja lá do que for e assim por diante de palavras feitas de ração granulada e chumbo derretido. Os lugares do Estado e da Política foram tomados de assalto pela ceifeira-debulhadora-enfardadeira da máquina do dinhei...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 356 leituras
Que eu é aquele que te olha ao espelho?