Feno

/ 731 leituras
Forma enxuta odorífera de sol feito pasto do gado. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Maio

/ 362 leituras
A paixão das rãs incendeia a tarde. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro. SOBRE O AUTOR: Francisco Duarte Mangas (Rossas, 1960) foi professor três anos...

Semente

/ 471 leituras
Será a chuva a semente dos rios? Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.  

Cebola

/ 587 leituras
Há coisas que nascem para nos fazer chorar. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Vegetariano

/ 178 leituras
Herbívoro bípede. Quando parte transforma-se em árvore de folha perene. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro. SOBRE O AUTOR: Francisco Duarte Mangas ...

Água

/ 499 leituras
Umas vezes inunda os sonhos da erva outras vezes leva o pesadelo até à extrema secura. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro. SOBRE O AUTOR: Francisco Du...

Alecrim

/ 1122 leituras
O paraíso das joaninhas é, assim, aromático. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Grão-de-bico

/ 383 leituras
E não sabe cantar. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro. SOBRE O AUTOR: Francisco Duarte Mangas (Rossas, 1960) foi professor três anos e jornalista dur...

Cenoura

/ 696 leituras
Dardo de sol exilado na terra. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Fome

/ 466 leituras
Quantas sementes roubaram para te tornar animal indefeso? Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Seiva

/ 236 leituras
Íntima ternura água florida. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Jasmim

/ 379 leituras
Pronome pessoal bem cheiroso. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro. SOBRE O AUTOR: Francisco Duarte Mangas (Rossas, 1960) foi professor três anos e jornali...

Prado

/ 531 leituras
Que animais ao cair do dia pastam a verde palavra na imensidão do prado? Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro.

Inverno

/ 642 leituras
No breve vocabulário da infância pode ser palavra branca ou uma magnólia a florir. Texto de Francisco Duarte Mangas e ilustração de Renata Carneiro. SOBRE O AUTOR: Francisco Duar...

Tabuleta Digital

Sete Perguntas

Vai no Batalha

Marco Martins (1978)

Considerando o pedido de vários colegas presidentes de Câmara, incluindo do próprio presidente da AMP, deixo a decisão de demissão para o coletivo na próxima reunião do Conselho Metropolitano, desde que me sejam dadas condições e carta-branca para trabalhar.

Rua da Estrada da Vacaria

SE PERGUNTAREM o que é paisagem, pode-se responder que é o que resulta da paisagificação de uma determinada actividade ou actividades. Esta é uma paisagem bovina. Pela berma da estrada vai um alinhamento de pedras de dois feitios: umas de muros que havia a bordejar os campos para que os animais racionais e irracionais não fossem para lá calcar, comer ou roubar coisas e pastar em casa alheia; outras, ao alto, seriam postes para segurar as latadas de vinha quando se fazia vinho no tempo em que cada um produzia um pouco de tudo para seu sustento. Entre umas e outras há postes de electricidade e t...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 621 leituras
As ruas da amargura são sempre a descer?