Helder Pacheco (1937)

/ 3183 leituras
Defendendo que cada um viva conforme as suas convicções, ent...

Mário Cláudio (1941)

/ 1462 leituras
Nada. Eu não espero nada. Quando se começou a esboçar a idei...