Imagens do Inverno

/ 1116 leituras
CHEGOU o Inverno, ou melhor, chegaram as imagens do Inverno, a superfície gelada de um lago, uma montanha, ao fundo, ostentando uma espécie de candura avassaladora, o vidro de uma janela fus...

A flor do desespero

/ 551 leituras
O HOMEM que conduzia o táxi trazia uma tristeza lenta e submersa. Nunca desviou os olhos da estrada durante todo o trajecto, a não ser para olhar pelos espelhos, com medo talvez que a cidade...

Rua da Alegria

/ 669 leituras
SEMPRE me intrigou o nome daquela rua, a facilidade com que um nome tão célere e tão breve cabia numa rua tão apagada e comprida, onde putas e travestis armadilhavam a escuridão e as esquina...

Quando a cidade se liquefaz

/ 1314 leituras
Só na noite do monólogo irrompe o diálogo.

Realidades alternativas

/ 1064 leituras
O PORTO é uma cidade sombria. Não que seja uma cidade triste e cinzenta, como durante muito tempo alguns quiseram que ela fosse, mas porque a sua realidade (a sua matéria visível) produz uma...

Agramonte

/ 547 leituras
su cuerpo dejará no su cuidado; serán ceniza, mas tendrá sentido; polvo serán, mas polvo enamorado.  Francisco de Quevedo HÁ um gato que dorme sob a guarda de um anjo, ou talvez seja um ...

A síndrome de Fitzgerald

/ 926 leituras
TENHO andado a voar com a prosa de Fitzgerald. Gosto da destreza com que o escritor americano articula tão amavelmente os temas da dissipação, do luxo, excelso e venenoso, do excesso e do ri...

O jardim das virtudes

/ 1145 leituras
SOU um Walt Whitman frustrado, no Jardim das Virtudes, a tentar escrever um poema no céu. São as nuvens que se movem como palavras demasiado livres para se deixarem fixar num só contexto. O ...

As cidades desmedidas

/ 811 leituras
A VANTAGEM de amarmos mais a imagem de uma coisa do que a coisa propriamente dita é que as imagens podem exorbitar o que representam e, consequentemente, também o nosso amor. Quando a percep...

Uma obscura lucidez no rosto

/ 1434 leituras
À MEDIDA que o Verão se apaga, o Porto recupera uma obscura lucidez no rosto. De resto, já não tenho grandes expectativas em relação à rentrée. Sou um leitor caprichoso, intransigente, e per...

A felicidade da hora

/ 667 leituras
POR vezes descubro um lugar na cidade onde a beleza é mais perigosa. Gosto de pisar a vertigem, se possível chegar ao delírio íntimo, ou mesmo ao colapso redondo, porque só assim poderei pro...

O Verão dos poetas

/ 1259 leituras
JULHO. Os dias são velozes e esplêndidos. O sol está mais próximo da Terra. Há uma espécie de opulência em tudo o que vejo, toco e sinto. Pergunto-me: por que é que Platão expulsou os poetas...

Aprender a ser árvore

/ 809 leituras
TAMBÉM eu admiro a imobilidade perfeita, a frondosa imobilidade das árvores que recai sobre a irregularidade do mundo, num silêncio tenaz e geométrico, como uma espada secreta e propagada. T...

Savall no Salão Árabe

/ 914 leituras
A RIBEIRA tem algo de tesouro a céu aberto, de baú atafulhado de jóias, pedras mais ou menos preciosas, uma infinidade de esquinas, pérolas e igrejas, clarabóias, torres, becos, ruelas, palá...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Rui Moreira (1956)

Há um projecto de lei que diz querer introduzir alterações cirúrgicas à lei orgânica de 14 de Agosto. Sabe o que é a cirurgia? É impedir que o nosso movimento se candidate como se candidatou nas últimas eleições. Diga ao dr. Rui Rio que ganharemos as eleições ao PSD com o nome linha azul e verde.

Rua da Estrada da Surpresa

Agora que esta vidraria aqui se instalou ainda nova e por estrear, é que a vivenda é mesmo surpresa.

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 390 leituras
Onde foi o pintainho buscar o engenho de picar o ovo?