1796
0
COMPARTILHAR
Inicio 7 Perguntas Sete pergunta...

Sete perguntas a Vanessa Ribeiro Rodrigues

Sete perguntas a Vanessa Ribeiro Rodrigues

0
1796

NÃO, não é ficção. Esta rapariga, natural de Matosinhos, tem crescido, literalmente, a pé. Por onde passa, passa a pé. Quer seja aqui ou em São Paulo (Brasil). Só que não se fica pelo caminhar, vai mais longe (agora em sentido figurado). É verdade! Ela vai à procura da vida que acontece nos lugares e ao registá-la, através da fotografia, da escrita ou da gravação do som, vive-a e ao vivê-la, cresce. E como anda muito pelo Porto, podemos garantir que já está do tamanho da cidade, isto apesar da sua juventude.

Por Paulo Moreira Lopes

1 – Data de nascimento e naturalidade (freguesia e concelho)?

14 de Janeiro de 1981, Matosinhos.

2 – Atual residência (freguesia e concelho)?

Leça do Balio, Matosinhos.

3 – Escolas/Universidade que frequentou no distrito do Porto?

Escola Secundária Carolina Michaelis e Escola Superior de Jornalismo do Porto.

4 – Formação académica?

Licenciada em Jornalismo, pós-graduada em Direitos Humanos, mestranda em Ciências da Comunicação.

5 – Atividade profissional?

A minha mãe afirma que a primeira palavra que proferi foi “Olá”. Eu queria era meter conversa com as pessoas, está visto. Por isso, fiz-me jornalista e, às vezes, aspirante a costureira de ficções.

6 – Em que medida o local onde viveu ou vive influenciou ou influencia o seu trabalho por referência a fenómenos geográficos (paisagem, rios, montanha, cidade), culturais (linguagem, sotaque, festividades, religião, história) e económicos (meio rural, industrial ou serviços)?

Ando muito a pé pelo Porto. Adoro fotografar, registar sons, tomar notas, observar a vida a acontecer. Acredito na magia das pessoas, nas histórias que cada um tem para contar e creio que, de alguma forma, se as conseguir contar, vivo um bocado mais, congelo o tempo e deixo um retalho de memória de mim, pela cidade, mas, sobretudo, do tempo em que vivo, da cidade que existe. Por isso, o Porto é uma espécie de confidente, impondo-me o que tento escrever que se mistura com o tom jornalístico, minha casa, e a ficção. Mas isso acontece-me em cada cidade que visito ou estou. A energia do lugar plasma-se na minha vontade de escrever. Já vivi fora de Portugal 5 anos e isso acontecia-me, também, em São Paulo. Tendo a ir à descoberta do meu próprio crescimento a pé, nos lugares onde estou.

7 – Endereço na web/blogosfera para a podermos seguir?

www.cronicalunasamba.blogspot.com
Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here