COMPARTILHAR
Inicio 7 Perguntas Sete pergunta...

Sete perguntas a Raquel Sem Interesse

Sete perguntas a Raquel Sem Interesse

1
1455

RAQUEL Sem Interesse nasceu na freguesia de Pedrouços, no concelho da Maia, aí continuando a viver. Assume-se como cartunista. É autora das Histórias Sem Interesse onde nos conta as peripécias de Quica e dos seus amigos… vá, de quem a atura! São tiras de conteúdo autobiográfico, baseando-se na sua experiência pessoal. Nelas se reflete o seu dia-a-dia, que gira (lido no sentido literal quando viaja) entre o local de residência e a cidade do Porto. Portanto, é de todo o interesse ler as Histórias Sem Interesse para ficar a conhecer melhor a geração da Raquel que aqui vive.

Por Paulo Moreira Lopes

1 – Data de nascimento e naturalidade (freguesia e concelho)?

08/11/1989 – Pedrouços, Maia.

2 – Atual residência (freguesia e concelho)?

Pedrouços, Maia.

3 – Escolas/Universidade que frequentou no distrito do Porto?

Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto

4 – Habilitações literárias?

Mestre em Ilustração e Animação, a partir do Instituto Politécnico de Cávado e do Ave. Licenciada em Artes Plásticas Ramo Multimédia, a partir da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto

5 – Atividade profissional?

Cartunista Freelancer

6 – Em que medida o local onde viveu ou vive influenciou ou influencia o seu trabalho por referência a fenómenos geográficos (paisagem, rios, montanha, cidade), culturais (linguagem, sotaque, festividades, religião, história) e económicos (meio rural, industrial ou serviços)?

Visto que o meu trabalho tem um carácter autobiográfico, baseando-se na experiência pessoal, o local onde resido tem sim, bastante influência. Uma vez que represento episódios do meu dia-a-dia e transmito muitos pontos de vista e sentimentos sobre o que me rodeia e sobre a forma como o experiencio, toda a envolvência, a cultura e as próprias condições actuais, sejam dos que marcam os portuenses (festividades, rotina diária, uso dos transportes públicos, etc.), sendo os que marcam a minha geração (subsistência neste meio, procura do primeiro emprego e/ou estágios na área da formação, ligação com familiares e amigos, raízes, mentalidades, etc.). Posto isto, e tendo em conta que enquanto cartunista pretendo fazer com que o meu público se identifique com aquilo que represento, é sim, muitíssimo relevante a representação do que nos é a todos comum e familiar.

7 – Endereço na web/blogosfera para a podermos seguir?

https://www.facebook.com/historiasseminteresse/
http://historias-sem-interesse.tumblr.com/
Facebook

1 COMENTÁRIO

  1. A Raquel desde muito novinha (7,8 anos) já fazia animação,encontei um bloco de desenho pequenino com o mesmo “boneco” em várias paginas seguidas que ao desfolhar já havia vimento.
    Sei que vai ser uma grande cartunista!!!!!
    Tia babáda

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here