1761
0
COMPARTILHAR
Inicio 7 Perguntas Sete pergunta...

Sete perguntas a Alvarenga Marques

Sete perguntas a Alvarenga Marques

0
1761

ALVARENGA Marques (sobrenomes de Cristina) nasceu em Mecúfi, nas proximidades de Pemba (antiga Porto Amélia), distrito de Cabo Delgado, no norte de Moçambique. Hoje vive no Porto onde se licenciou em Belas Artes. Dedica-se às artes plásticas e ao ensino. Admite que o facto de ter nascido em África, onde passou a infância, influenciou a sua obra, pelo menos ao nível das personagens e cores. O resultado das suas vivências são devaneios compostos pela acumulação ou justaposição de visões ou camadas sobrepostas, propensas à criação de atmosferas bizarras e inesperadas.

Por Paulo Moreira Lopes

1 – Data de nascimento e naturalidade (freguesia e concelho)?

Nasci em Mecúfi, nas proximidades de Pemba (antiga porto Amélia), distrito de Cabo Delgado, no norte de Moçambique em 1965.

2 – Atual residência (freguesia e concelho)?

Atualmente resido no Porto.

3 – Escolas/Universidade que frequentou no distrito do Porto?

Frequentei a Faculdade de Belas Artes do Porto, antiga Escola Superior de Belas Artes.

4 – Habilitações literárias?

Licenciatura em Artes Plásticas.

5 – Atividade profissional?

Repartida entre o ensino e as Artes plásticas.

6 – Em que medida o local onde viveu ou vive influenciou ou influencia o seu trabalho por referência a fenómenos geográficos (paisagem, rios, montanha, cidade), culturais (linguagem, sotaque, festividades, religião, história) e económicos (meio rural, industrial ou serviços)?

O facto de ter nascido em África onde passei a infância, obviamente, tem influenciado a minha obra, o que está patente, senão for mais, ao nível das personagens e das cores.

Utilizo com frequência figuras típicas ou tribais em interação com celebridades numa relação paradoxal. Reciclo formas, ou como diria Tadeu Chiarelli utilizo imagens de segunda geração num processo de mimese, produzindo enredos, por vezes labirínticos.

São devaneios compostos pela acumulação ou justaposição de visões ou camadas sobrepostas, propensas à criação de atmosferas bizarras e inesperadas.

O determinismo mitigado poderá, talvez, revelar-se naquilo a que chamo características ‘mediúnicas’ no desenrolar de todo o processo criativo.

À ideia inicial objetiva e racional do início da obra, sucede toda uma sequência de etapas às quais vou reagindo subliminarmente e que acabam por condicionar e determinar o seu percurso.

7 – Endereço na web/blogosfera para a podermos seguir?

http://alvarengamarques.blogspot.pt/
https://www.facebook.com/alvarengamarquesALMA/

Partilha

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here