1.544 Leituras
0
COMPARTILHAR
Óscar Possaco...

Óscar Possacos (1962)

mexe – para alegria dos pássaros
pousados nas linhas
da mão aberta – 

§

atas-me a um rio
corrente, leito dúctil
de um ombro. 

§

vertes uma vasilha
vestido engelhado
cheio do teu braço. 

§

estamos onde somos 

§

7 perguntas a Óscar Possacos

Deixe aqui o seu comentário!

Protected by WP Anti Spam