191 Leituras
0
COMPARTILHAR
José Alberto ...

José Alberto Mar (1955)

Enquanto todos os instantes de uma vida desenham
a superfície do rosto e o olhar aprende a ser uma
porta para a eternidade cada dia é uma entrada 

§

Há rostos que tornam as coisas mais simples.
São como pedras vivas
mergulhadas a prumo 

§

Enquanto o horizonte é a eternidade de uma linha
vem saber o brilho do ouro a crescer 

Deixe aqui o seu comentário!

Protected by WP Anti Spam