221
0
COMPARTILHAR
Inicio Poemário Ilídio Sardoe...

Ilídio Sardoeira (1915-1987)

Ilídio Sardoeira (1915-1987)

0
221

2.
Por onde vou vai sempre quem não sou
E, quando chego, quem chegou por mim?

1.
Como barco perdido entre marés
Também me fui perdendo e encontrando 

Ilídio Sardoeira (1915-1987) nasceu em Canadelo, Amarante, no dia 15 de novembro de 1815, e faleceu em Vila Nova de Gaia (St.ª Marinha) , no dia 28 de Novembro de 1987.
Licenciou-se em Ciências Biológicas. Foi professor e pedagogo, escritor e poeta, ensaísta e conferencista. Dirigiu os jornais Voz do Marão e Alma Nova, tendo ainda colaborado em publicações, entre as quais as revistas Vértice, Seara Nova, Labor, Lusíada e Átomo. Publicou: A minha Aldeia (1940), A Origem da Vida (1945), Poemas (1952), Evolução: Provas (1955), História do Sangue (1957), entre outros. Entre 1969 e 1976 colaborou
no jornal O Comércio do Porto, na página O Comércio Infantil. Pertenceu ao júri do Pré-
mio Teixeira de Pascoaes, nos anos de 1951 e de 1977. Foi deputado da Assembleia Constituinte pelo MDP/CDE e Bolseiro do Instituto de Alta Cultura (INIC), em 1977.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here