Poemário

Arnaldo Mesquita (1930-2011)

7 Agosto 2017 Comentar

Um homem
Novo ou velho
Saiba manter-se de pé 

Talentoso poeta, publicou, além de “Amanhã Virás” (1971), “70 Poesias Breves” (1987), “Em Tempo de Fascismo” (1987), “Sejam Amplas as Janelas ” (1999), “Aquele” (2000) e “Dispersos” (2001), todas edições de autor; “As Duas Vozes” (2003), Edições Avante” e “Aves Ledas” (2006), “À Mulher” (2008) e “Nascido no Monte” (2009), edições da Câmara Municipal de Lousada. 

Deixe aqui o seu comentário!

Insira o seu comentário, ou trackback do seu próprio site. Pode também Subscreva estes comentários via RSS.

Correcção e Respeito por todas as opiniões.

Este site disponibiliza o Gravatar. Para criar o seu Gravatar faça o registo em Gravatar.