103
0
COMPARTILHAR

D

D

0
103

O D sempre achou que era só metade de si. E vinga-se vivendo à dentada, trincando o vazio como que à procura de meia laranja, meia-tijela ou da metade esquerda do coração. Quando o peito se nos aperta, anda por lá um D, armado em alma danada. É escusado dar-lhe letra ou trela.

Por Regina Guimarães in Abecedário Abetardário

DEIXE UMA RESPOSTA