José Rui Teixeira (1974)

Houve um tempo em que eu desconhecia o medo. / Deus ainda amava os filhos dos homens

Pedro Estorninho (1974)

Sei que no meio do fogo, / a mesa ficou ausente. / Quantas luzes consegues / erguer na noite?

Pedro Alvim (1935-1997)

Um cão / de perfil / medita / o Outono

Jorge Gomes Miranda (1965)

Às vezes tenho medo de esquecer tudo: / a casa onde nasci, o recreio

Hélder Magalhães (1982)

a saudade vem / nuvem por entre os azuis

Manuel Araújo da Cunha (1947)

Vem / Quando se fizer silêncio em meu redor / e a urze se cobrir de violeta

Alice Vieira (1943)

A língua sobre a pele o arrepio / os teus dedos na escada do meu corpo

José Alberto Mar (1955)

Pega-se no nome: Mundo. E em cada letra o som de / uma estrela madura estremece a língua que diz: Mundo

Duarte Solano (1889-1915)

Pela primeira vez em frente de um espelho, / Quando ias vestir o teu babeiro curto, / Viste um mistério, no cristal polido e velho,

António Rebordão Navarro (1933-2015)

Da tinta / ou do sangue / fluem as palavras?

Antero de Alda (1961)

o ódio esconde-se nas franjas do amor…

Fernando Lanhas (1923-2012)

Ficamos assim a olhar para as coisas… / a não entender a mancha que não vive // mas desce e diminui, / não morre

Teixeira de Pascoaes (1877-1952)

Vivo, porque espero. Lembro-me, logo existo

João Saraiva (1866-1948)

Teu hálito parece / Um aroma de flor / Que nunca se colhesse / A aragem mal lhe toca / Logo perfuma os ares…

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Rui Moreira (1956)

E peço-lhe desculpa se o refiro desta forma tão crua. Diz a senhora presidente que a delegação do Porto não tinha competências técnicas e, por isso, não se justificava a manutenção. De facto, Senhor Ministro, há muitos anos que os intermediários financeiros se queixavam que para qualquer assunto se viam obrigados a deslocarem-se à sede da CMVM em Lisboa. Exatamente p...

Rua da Estrada romana

UM soldado romano e uma estrada é uma daquelas parelhas que não causa qualquer surpresa. É como um semáforo ou uma placa de sinalização de trânsito ou um polícia sinaleiro se fosse cruzamento e se os tempos e circunstâncias fossem diferentes. Não teria havido império se não houvesse uma rede de estradas que chegasse a todas as terras dos bárbaros, sistema de circulação por onde se drenavam riquezas e impostos para Roma, por onde se movimentavam as legiões, a lei e o latim – uma barbaridade de dispositivos técnicos, legais, linguísticos, bélicos, logísticos, simbólicos… para manter um poder ass...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

Em qual dos uu está a bolsa do canguru?

Errata

No título da notícia publicada no JN de 18 de novembro de 2017, página 20, onde se lê, “Traficante traído por violência doméstica”, deve ler-se, “Traficante atraído por violência doméstica”, por PML