Espaço e Matéria segundo Alberto Carneiro

/ 1311 leituras
O ESCULTOR Alberto Carneiro será o convidado especial de uma conferência que vai decorrer no dia 10 de Março, pelas 18h, no Anfiteatro Fernando Távora da Faculdade de Arquitectura da U.Porto...

Lisbeth Ferreira, 33 anos

/ 444 leituras
A CULTURA Surda sempre foi um tema que lhe interessou. Assim como a importância da comunicação não-verbal, nomeadamente no texto audiovisual. Foi aprender Língua Gestual Portuguesa e depois ...

Karine Silva e Liliana de Sousa acham que os cães sentem a dor dos humanos

/ 751 leituras
Os cães sentem o sofrimento dos seres humanos? Os cães sentem o sofrimento dos seres humanos, principalmente aqueles que reconhecem como sendo os seus donos? Karine Silva e Liliana de Sousa...

Mulheres poveiras inspiraram Luísa Dacosta

/ 1577 leituras
HOJE é o segundo dia do ‘Correntes d' Escritas’, o encontro de escritores de expressão Ibérica que transforma a Póvoa em “capital” da literatura até sábado. Esta quinta-feira fica marcada po...

Nuno Valentim, 40 anos

/ 1800 leituras
“COMPREENDER o edifício pré-existente em todas as suas dimensões (histórica,urbana, social, construtiva, …)” Esta foi uma das principais preocupações, entre as várias que se colocaram a Nuno...

Artur Fonseca, 31 anos

/ 493 leituras
QUANDO Artur Fonseca ficou no desemprego, estava longe de imaginar que o seu futuro ia passar pela venda de artigos fúnebres. Seis meses no ramo foram o suficiente para saber que ali não hav...

Rúben Silva: Motor de arranque

/ 1553 leituras
RÚBEN Silva tinha a ideia, a paixão e o "know-how", mas faltava-lhe o capital. Com os 20 mil euros do fundo, tem tudo o que precisa para avançar com a Mototrónica. O projecto de Rúbe...

Francisco Alves Quintas (1899-1980)

/ 697 leituras
FRANCISCO Alves Quintas nasceu na Póvoa de Varzim em 2 de Março de 1899 e faleceu nesta mesma cidade em 27 de Janeiro de 1980. “Quintas & Quintas”, sem dúvida e de longe a maior organiza...

Joana Marques, 33 anos

/ 1220 leituras
ACABA de ser mãe, mas arranjou tempo para responder ao nosso questionário. Também acaba de ser distinguida com uma Medalha de Honra L`Oréal Portugal para as Mulheres na Ciência 2010. Esta in...

Sonia Delaunay (1885-1979)

/ 3132 leituras
PINTORA francesa de origem russa, Sara Stern nasceu em Gradizhsk (Ucrânia), em 1885. Em 1910, casou em segundas núpcias com o pintor francês Robert Delaunay, um dos precursores da pintura ab...

Maria de Sousa, 72 anos

/ 3217 leituras
MARIA de Sousa, 72 anos, investigadora na área da Imunologia, foi galardoada este ano com o Prémio Universidade de Coimbra. Aluna na Faculdade de Medicina de Lisboa, saiu como bolseira par...

João Lopes dos Santos, 55 anos

/ 1721 leituras
FOI um dos quatro físicos a serem distinguidos com o Seeds Of Science «Ciências Exactas» do Ciência Hoje (CH) que decidiu, assim, prestar uma homenagem àqueles que estudam o grafeno, descobe...

“Pelo Jardim de Eugénio de Andrade” de João de Mancelos

/ 1533 leituras
O INÍCIO dos tempos, quando Deus, os seres humanos e os animais viviam em harmonia, e a morte não fora ainda inventada, Adão e Eva passeavam nus pelos espaços verdejantes do paraíso, o n...

Álvaro Domingues: “Só concebo a Universidade como uma esfera de liberdade”

/ 939 leituras
GEÓGRAFO e professor universitário português, Professor da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (desde 2000), Investigador no CEAU- Centro de Estudos de Arquitectura e Urbanism...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Rui Moreira (1956)

ESSE dramatismo ligado ao turismo é uma conversa aborrecida. O Porto sempre foi uma urbe gentrificada. Por ingleses, alemães, franceses. […] A ideia de gentrificação é uma ideia aborrecida de uma esquerda reacionária que fala cada vez mais de um fenómeno que não existe.

Rua da Estrada Moderna

TUDO o que possa representar ou evocar um sinal que seja do caos, das coisas desalinhadas dispostas em lugares aleatórios, é anti-moderno. O moderno é claro e luminoso, não admite sombras e rugosidades. Crenças, mistérios ou encantamentos são coisas pretéritas e nevoadas. O moderno é o progresso, o novo, a contínua palpitação das coisas na sua marcha ordenada para um mundo perfeito que verdadeiramente possa ser um mundo onde os outros mundos se desintegraram e se dissolveram por tão desorientados e confusos terem andado dissipando energias a marcar diferenças, lugares únicos, maneiras disti...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 32 leituras
Quem não dá uma para a caixa é sovina?