Porta

/ 187 leituras
A porta mora à espera De perfil se ensombra E descansa Por Daniel Faria, in Poesia, Explicação da casa, Edições Quasi, 1.ª edição, Novembro de 2003, página 55. https://youtu.be/1WMIY...

Plantas

/ 180 leituras
Depois das queimadas as chuvas Fazem as plantas vir à tona Labaredas vegetais e vulcânicas Verdes como o fogo Por Daniel Faria, in Poesia, Edições Quasi, 1.ª edição, Novembro de 2003, ...

Palavra(s)

/ 303 leituras
1. A palavra, como a nossa vida, é inexorável substância de aluvião. Por Francisco Duarte Mangas, in A fome apátrida das aves, Modo de ler, página 59. 2. Regressam como haviam p...

Pousio

/ 205 leituras
O pousio corrige as palavras. Por Francisco Duarte Mangas, in A fome apátrida das aves, Modo de ler, página 54.

Pitbull

/ 340 leituras
Cão com asas. Por Paulo Moreira Lopes in Cão Noturno perseguido por Glossário Canino. Ilustração de Rui Sousa.

Poesia

/ 255 leituras
1. A essa erva outra se seguirá nem que seja a mais daninha das ervas - a poesia Por Jorge Sousa Braga, in O novíssimo testamento e outros poemas, Assírio & Alvim, página 46. ...

Papagaio

/ 205 leituras
Mealheiro colorido de palavras.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembro de 2009, página 43.

Pega

/ 179 leituras
Esta ave quis ser ourives. O brilho do ouro ainda hoje lhe encanta os olhos.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setemb...

Peixe-espada

/ 160 leituras
Nobre que seguia nas caravelas portuguesas e caiu ao mar.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembro de 2009, página ...

Peixe-gato

/ 152 leituras
Nas águas onde habita só o peixe-espada sobrevive.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembro de 2009, página 44.

Perdigueiro

/ 166 leituras
Cão de tristeza infinda.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembro de 2009, página 44.  

Perdiz

/ 151 leituras
Quando chega o Outono esta ave andarilha dos montes prediz a morte.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembro de 200...

Piolho

/ 179 leituras
Ao contrário da pulga, o piolho preferiu a meditação.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho, Setembro de 2009, página 44.

Pirilampo

/ 134 leituras
Uma faúlha de sol a esvoaçar na noite   não conheço paixão mais luminosa.   Por Francisco Duarte Mangas, in O noitibó, a gralha e outros bichos, Editorial Caminho...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Rui Moreira (1956)

ESSE dramatismo ligado ao turismo é uma conversa aborrecida. O Porto sempre foi uma urbe gentrificada. Por ingleses, alemães, franceses. […] A ideia de gentrificação é uma ideia aborrecida de uma esquerda reacionária que fala cada vez mais de um fenómeno que não existe.

Rua da Estrada da Terra com Identidade

NESTE lugar onde se é bem-vindo apesar de não se perceber o nome que lhe puseram, informa-se que estamos numa Terra com Identidade. Está escrito mas não é o que parece: do asfalto aos eucaliptos, dos sinais de trânsito ao edifício-montra vazio, das casas ao poste de iluminação ou à cruzeta dos fios que cruzam o céu, tudo é do mais genérico que se possa imaginar. Não é grave. Identidade é um conceito caótico onde cabe tudo justificado com múltiplo argumentário. Como categoria social, identidade aplica-se a um grupo de gente com determinados atributos, características, normas de conduta, r...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 36 leituras
Quem não dá uma para a caixa é sovina?