A BULA de Fevereiro

/ 124 leituras
NESTE mês festeja-se o Carnaval. Uma época de folia e pândega. Celebra-se também a união amorosa entre casais e namorados. Serão muitos a questionarem-se como Papiniano Carlos: porque não ve...

Remédios Literários

/ 67 leituras
ESPECIALMENTE as que vêm das emoções. Descobriram-no Ella Berthoud e Susan Elderkin com esta forma de terapia que começaram por experimentar em si próprias. Chamaram-lhe biblioterapia, ciênc...

A BULA de janeiro

/ 225 leituras
O TEMPO tudo arrasa infracções de segundo. Ainda agora estávamos em 2017 e já aí temos 2018. Estas mudanças repentinas têm sempre efeitos sobre a nossa saúde, podendo, inclusive, provocar al...

Provérbios contra o Halzheimar

/ 69 leituras
A PRIMEIRA edição (Colóquio Interdisciplinar sobre Provérbios), que teve lugar em 2007, contou com uma homenagem a Teófilo Braga, autor de muitos estudos jurídicos na área da sabedoria popul...

Poesia por Lawrence Ferlinghetti

/ 111 leituras
A poesia, tal como o amor, é um analgésico natural. O rótulo no frasco diz: "Restaura o assombro e a inocência." Publicado in A poesia como arte insurgente, Relógio d'Água - janeiro de 20...

Ela é Tarja Preta – Arnaldo Antunes

/ 164 leituras
Quando ela chega de bandeja muito sem noção abala o baile, em cada cara o queixo cai no chão quando ela surge de lambuja dentro do salão nem o doutor percebe tanta contra-indicação vai s...

A BULA de Dezembro

/ 160 leituras
NESTE fim de ano, o poeta galego Antonio García Teijeiro prescreve-nos sete comprimidos literários, cujo princípio ativo é o mar. O mar de Vigo. São poemas mollados que deixan as ondas na ar...

A Literatura Como Remédio

/ 116 leituras
PARA o historiador Dante Gallian a prevenção para os males do corpo e o padecimento da alma está na leitura dos grandes clássicos. Ele pesquisa o poder disso há quase duas décadas e garante ...

A BULA de Novembro

/ 215 leituras
AS coisas vêm, vão e são tão vãs. Assim o pressentia e escrevia Ruy Belo, de quem selecionamos sete comprimidos literários para atravessar este mês de Novembro. Propomos que sejam lidos de m...

A BULA de Outubro

/ 258 leituras
A PRESENÇA de certos animais na nossa vida, como os cães, é uma fonte inesgotável de afeto e de sabedoria, que nos cura de muitas maleitas. Se assim é, este mês decidimos fazer uma BULA repl...

Inspirina

/ 904 leituras
JÁ tínhamos ouvido falar de remédios e comprimidos literários, mas nunca de inspirina: um comprimido (aspirina) de inspiração. Foi com enorme surpresa que descobrimos este conceito bem no ce...

A BULA de Setembro

/ 319 leituras
COM o campeonato de futebol iniciado, é preciso lembrar aos mais fanáticos que nem só de futebol vive o homem. Por ser assim, para este mês de setembro receitamos a leitura de sete comprimid...

A BULA de Agosto

/ 136 leituras
SINÓNIMO de férias grandes, agosto é a infância infinita presa pelo olhar intacto pela vida fora. É também o tempo de fazer silêncio, de meditar para dentro. Muitas são as razões que aconsel...

La dieta

/ 121 leituras
ESTA noche en la mesa, al cenar, lea en voz alta algo a su família. Mañana por la noche permítale a outro membro ler algo. Uma noticia, um verso bíblico, un poema de Robert Frost, la etiquet...

Tabuleta Digital

Vai no Batalha

Rui Moreira (1956)

ESSE dramatismo ligado ao turismo é uma conversa aborrecida. O Porto sempre foi uma urbe gentrificada. Por ingleses, alemães, franceses. […] A ideia de gentrificação é uma ideia aborrecida de uma esquerda reacionária que fala cada vez mais de um fenómeno que não existe.

Rua da Estrada Moderna

TUDO o que possa representar ou evocar um sinal que seja do caos, das coisas desalinhadas dispostas em lugares aleatórios, é anti-moderno. O moderno é claro e luminoso, não admite sombras e rugosidades. Crenças, mistérios ou encantamentos são coisas pretéritas e nevoadas. O moderno é o progresso, o novo, a contínua palpitação das coisas na sua marcha ordenada para um mundo perfeito que verdadeiramente possa ser um mundo onde os outros mundos se desintegraram e se dissolveram por tão desorientados e confusos terem andado dissipando energias a marcar diferenças, lugares únicos, maneiras disti...

Enigmatógrafo

Enigmatógrafo de Augusto Baptista

/ 30 leituras
Na aguarela a cor está na água ou na rela?